gasoduto01

Gas Brasiliano estuda injetar gás metano em gasodutos, diz governo de SP

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória

São Paulo – O secretário de Energia do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles, revelou nesta quinta-feira, 12, que a distribuidora Gas Brasiliano está estudando a possibilidade de injetar gás metano em gasodutos de sua rede. O gás seria oriundo de um processo de fermentação da vinhaça, um subproduto obtido na produção do etanol, a ser fornecido pela indústria sucroalcooleira.

A possibilidade de aumentar a oferta de gás no Estado de São Paulo é apenas uma das alternativas em discussão pelo governo estadual com empresários locais. O conjunto de medidas, segundo Meirelles, poderia resultar na adição de 2.000 MW de potência à rede de energia em um período de dois anos.

Meirelles, que participa de evento organizado na sede do Sindicato das Empresas de Prestação de Serviços a Terceiros, Colocação e Administração de Mão-de-Obra e de Trabalho Temporário no Estado de São Paulo (Sindeprestem), voltou a comentar hoje sobre o interesse do governo de fomentar o aumento da oferta de gás natural no Estado. O insumo, nesse caso, viria do pré-sal da Bacia de Santos e seria transportado a partir de um gasoduto que está sendo discutido com empresas como a Comgás e a Shell.

Outro plano em estudo, segundo o secretário, é a possibilidade de instalação de um conjunto de motores especiais, abastecidos com gás natural, na chamada rota dos hospitais, onde fica, por exemplo, o Hospital das Clínicas, na capital paulista.

Para estimular projetos na área de geração, o governo de São Paulo pretende criar uma subsidiária da Cesp, empresa que ingressaria em sociedades de propósito específico (SPEs). A criação dessa nova empresa, revelada no início desta semana pelo secretário de Energia de São Paulo, depende de um projeto de lei. Esse texto, revelou hoje Meirelles, será encaminhado à assembleia legislativa já na próxima semana.

Fonte: Folha Vitória

Postado por: Excell Bombas Hidráulicas | www.excellbombas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>