2016-7-Unidade-da-Gerdau-db6dy13135849-jpg

Gerdau tem lucro de R$389 mi no 4º tri impulsionado por preços maiores de aço

A Gerdau teve lucro líquido de 389 milhões de reais no quarto trimestre, impulsionado por preços maiores de aço que ajudaram a operação da companhia na América do Norte a ter o melhor desempenho operacional dos últimos 10 anos.

O resultado reverteu prejuízo de 1,38 bilhão de reais sofrido no ano anterior.

O grupo siderúrgico teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 1,4 bilhão de reais, crescimento de 18,9 por cento na comparação com o quarto trimestre de 2017. A margem subiu de 12 para 12,9 por cento.

A Gerdau reverteu seus resultados apesar de ter registrado queda de produção e nas vendas em volume no quarto trimestre. O volume de aço produzido recuou 18,4 por cento, para 3,22 milhões de toneladas, e as vendas caíram 16,1 por cento, para 3,17 milhões de toneladas.

A receita líquida cresceu 11 por cento, para 10,9 bilhões de reais, enquanto o custo de vendas subiu 9,3 por cento, para 9,6 bilhões de reais, e as despesas gerais e administrativas tiveram redução de 5,1 por cento.

A margem bruta da Gerdau passou de 10,6 para 12 por cento no quarto trimestre do ano passado.

A companhia, que no ano passado concluiu processo de venda de ativos que consolidou a atuação do grupo nas Américas, fechou 2018 com dívida líquida de 11,58 bilhões de reais, ante 13,1 bilhões no fim de 2017. A relação entre dívida líquida e Ebitda voltou a cair, encerrando o ano passado em 1,7 vez ante 2,2 vezes em setembro e 3 vezes no fim do ano anterior.

INVESTIMENTO MAIOR

A Gerdau estimou investimento de 7,1 bilhões de reais para o período entre 2019 e 2021, uma média de 2,36 bilhões de reais por ano ante 1,2 bilhão de reais desembolsados em 2018.

A companhia afirmou que os recursos serão usados em manutenção de sua usina siderúrgica integrada em Ouro Branco (MG), que vai parar alto-forno 1 por 60 dias este ano e passará por “reformas graduais” em 2020 e 2021.

A empresa também vai aplicar os recursos em expansão de capacidade e atualização tecnológica focada em processos de maior rentabilidade.

Com isso, a Gerdau vai ampliar em 530 mil toneladas sua capacidade de produção de aço em diversas usinas na América do Norte (456 milhões de reais), elevará produção de aços especiais em Pindamonhangaba (SP) e Monroe (EUA) com desembolso de 789 milhões de reais e vai ampliar a produção de bobinas a quente em Ouro Branco em 230 mil toneladas, com dispêndio de 380 milhões.

A Gerdau afirmou, porém, que os investimentos em expansão e atualização ocorrerão conforme a concretização de expectativas de crescimento da demanda para que a empresa cumpra objetivo de manter seu nível de endividamento em entre 1 e 1,5 vez dívida líquida sobre Ebitda.

Fonte: DCI| www.dci.com.br

Postado por: Excell Bombas | www.excellbombas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>